aqui

desembainha a espada do fogo da fé
que te enche o corpo e te escorre dos olhos
despe o manto que te veste o palco de glórias
e cobre-me com o teu corpo ainda em febre de vitórias
tenho frio...
quero adormecer

2 comentários:

MAna disse...

O poema é muito bonito e profundo... é seu??

Beijinhos

viajantes disse...

Obrigada Maria Ana.
É. É meu. Também coloco com carinho outros de outros que fazem parte da minha viagem mas identifico-os sempre.
beijinho