esperança com cheiro de acácias


OMANU VALISANGASANGA!
Sabedoria ovimbundu: Olomunda ño ovio kavilisangi; omanu valisangasanga!
Em Kimbundu: Mulu li mulu kalisange; muthu li muthu alisanga!
-Apenas as montanhas não se cruzam, as pessoas cruzam-se sempre!

hoje no corredor encontrei-te.gostei de te ver,
sempre, o irradiar da tua bagagem
plena, prenha de sabedoria.
trouxeste-me a montanha feita presente em tamanho de encontro
grande e forte intensa de memórias
a lembrar aquela esperança com cheiro de acácias só minha,
aquela que me faz dizer que sei mesmo que nos vamos cruzar.
agora, apeteceu-me partilhar com aquele alguém.
aquele alguém que sabe que é quem é,
e que hoje num dia seu especial vai-me sentir.
agora, agora vou ficar quietinha,
à espera da minha grinalda de bunganvílias.

1 comentário:

Adolfo Payés disse...

Un gusto disfrutar de tus post.. y tus blog..

Un beso


Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos...